Chal-Chal (Allophylus edulis)


Nomes Populares: chal-chal, aperta-goela, baga-de-morcego, fruta-de-passarinho, fruta-de-pavão, olho-de-pombo, pé-de-galinha, quebra-queixo e outros . Seu nome indígena é Rembiú, vem do Guarani e significa “comida de pomba”, o nome latim edulis significa comestivel.

Espécie nativa indicada para plantio em recuperação de áreas degradadas e matas ciliares, pelo abundante alimento que fornece para a fauna. Possui também valor ornamental para jardins, ruas e praças. As folhas podem ser utilizadas como forragem.

É uma espécie de porte entre 3 a 10 metros de altura, com tronco reto de 20 a 30 cm de diâmetro. Quando em pleno sol, cresce entre 3 a 10 m de altura. Na floresta se torna arvore gigante de 15 m de altura com tronco de até 150 cm de diâmetro. É melífera e altamente procurada pela fauna ( macacos, pombos, trinca-ferros, sanhaços, saíras, bem-te-vis, morcegos, jacus, etc).

Planta semidecídua, pioneira, comum no interior de matas primárias situadas em solos úmidos. Ocorre também em capoeiras, capoeirões e matas mais abertas situadas sobre solos rochosos. Ocorre na Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal .

Árvore de crescimento rápido que resiste a baixas temperaturas (até -4 graus), vegeta bem em altitudes superiores a 400 m. Gosta de solo profundo, úmido, neutro, com constituição arenosa ou argilosa (solo vermelho). A planta inicia a frutificação com 3 a 4 anos

Por ser uma espécie pioneira e rústica, é essencial em reflorestamentos mistos em áreas degradadas e na recomposição da Reserva Legal (RL) e Áreas de Preservação Permanente (APP), em atendimento ao Novo Código Florestal Brasileiro.

Viveiro Camapuã 2017 - Entre Rios de Minas - MG. Todos os direitos reservados