Guatambu(Aspidosperma Ramiflorum)


Nomes Populares: guatambu, tambu, matambu, pequiá, peroba-amarela, guatambu-do-cerrado, peroba-cetim, pereira amarelão, peroba, pequiá-branco, biriba, pau-pereira, etc.

Árvore nativa, grande e frondosa, sua altura varia de 10 a 30 metros. Seu tronco, de cor acinzentada e casca áspera, mede de 40 a 80 cm de diâmetro, com fuste avantajado. É encontrada no Brasil desde o sul da Bahia até o Rio Grande do Sul, estando particularmente presente em Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Abundante na Serra da Cantareira e restante da Mata Atlântica.
A madeira do guatambu, de cor amarelo-clara e textura fina, embora dura, bastante resistente e moderadamente pesada, possui talhe macio e se faz dócil à plaina, à serra e ao verniz, que recebe e conserva bem. Madeira de lei, muito forte, porém de baixa duração, Presta-se especialmente à marcenaria, na confecção de móveis e peças torneadas. Muito útil para a confecção de vigas, assoalhos, obras internas, construção naval, cabos para ferramentas, bengalas, xilografia, instumentos musicais, entre eles o berimbau.

Por ser muito utilizada na confecção de cabos de enxada o povo criou a expressão “pegar no Tambu” como sinônimo de “trabalhar com a enxada” ou mesmo de “trabalhar”.

Foto do Viveiro Camapuã Foto do Viveiro Camapuã Foto do Viveiro Camapuã

Viveiro Camapuã 2017 - Entre Rios de Minas - MG. Todos os direitos reservados