Ipê Mirim(Tecoma Stans)

Nomes Populares: sinos-amarelos, ipêzinho-de-jardim, ipê-mirim, ipê-amarelo-de-jardim, guarã-guarã, carobinha, bignônia-amarela, amarelinho, etc.

Esta planta sobrevive nos climas tropical, subtropical, oceânico e equatorial e é originária do México, Estados Unidos, América do Sul e América do Norte. Rústica, ela pode atingir de 4 a 6 metros de altura, requer sol pleno, solo fértil – enriquecido com matéria orgânica – e regas nos períodos secos. Tolera geadas e propaga-se por sementes e estaquia.

Perene, ou seja, bastante durável, contém folhas com bordas serrilhadas e flores tubulares, amarelas, semelhantes às do ipê-amarelo. A florada é mais intensa nos meses mais quentes, no entanto pode permanecer no outono.

Apesar de ornamental, o ipê-de-jardim é considerado com algumas restrições. Trata-se de uma planta invasora, que inutiliza pastagens e prejudica a regeneração de espaços degradados. Isso ocorre devido à sua imensa capacidade de gerar sementes viáveis e ao seu desenvolvimento rápido. Por essa razão, deve-se tomar cuidado para que as sementes não se espalhem muito. Seu cultivo não requer grandes esforços. Basta fornecer solos com boa drenagem, do tipo arenoargiloso. Procure deixar um bom espaço para a planta. Pois, por ser um perene, o ipê-de-jardim acaba não sendo uma boa opção para canteiros de flores. Desse modo, o indicado é que se faça o cultivo mais ao fundo do canteiro.

Viveiro Camapuã 2017 - Entre Rios de Minas - MG. Todos os direitos reservados