Paineira (Chorisia speciosa)

Nomes populares: paineira rosa ou branca, árvore de paina, paina de seda, árvore de lã, barriguda, paineira fêmea, paineira de espinho.

Árvore decídua que atinge 30 m de altura, com tronco retilíneo e cilíndrico, cinzento-esverdeado, com engrossamento próximo à base (barriga). Copa ampla, muito ramificada, provida de densa folhagem durante o verão.

Planta nativa que pode ser encontrada da Paraíba ao Rio Grande do Sul, nas formações florestais do complexo atlântico e nas florestas estacionais deciduais e semidecimais ao longo dos cursos d'água. A madeira é leve e mole, usada na fabricação de canoas caixotaria, com potencial para a produção de pasta celulósica. Pela sua rusticidade e beleza de floração e devido ao tronco grosso e a paina branca presa à planta, é muito utilizada para a ornamentação de parques e ruas. É ótima para plantios mistos em áreas degradadas e na recomposição da Reserva Legal(RL) e Áreas de Preservação Permanente(APP), em atendimento ao Novo Código Florestal Brasileiro.

Viveiro Camapuã 2017 - Entre Rios de Minas - MG. Todos os direitos reservados